Coca Light? Usos do Corpo, Rituais de Consumo e Carreiras de Cheiradores de Cocaína em São Paulo.- tese Doutorado

Please download to get full document.

View again

of 345
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Published
Coca Light? Usos do Corpo, Rituais de Consumo e Carreiras de Cheiradores de Cocaína em São Paulo.- tese Doutorado
   UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS OSVALDO FRANCISCO RIBAS LOBOS FERNANDEZ COCA-LIGHT? USOS DO CORPO, RITUAIS DE CONSUMO E CARREIRAS DE “CHEIRADORES” DE COCAÍNA EM SÃO PAULO Salvador 2007   2 OSVALDO FRANCISCO RIBAS LOBOS FERNANDEZ COCA-LIGHT? USOS DO CORPO, RITUAIS DE CONSUMO E CARREIRAS DE “CHEIRADORES” DE COCAÍNA EM SÃO PAULO Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia, como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Doutor em Ciências Sociais, área de concentração em Antropologia. Orientador: Professor Dr. Edward MacRae Salvador 2007   3 TERMO DE APROVAÇÃO OSVALDO FRANCISCO RIBAS LOBOS FERNANDEZ COCA-LIGHT? USOS DO CORPO, RITUAIS DE CONSUMO E CARREIRAS DE “CHEIRADORES” DE COCAÍNA EM SÃO PAULO Tese apresentada como requisito parcial para a obtenção do grau de Doutor em Ciências Sociais, Universidade Federal da Bahia, pela seguinte banca examinadora:  _____________________________________________________________________ Edward J. B. N. MacRae - Orientador Doutor em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo, USP.  _____________________________________________________________________ Lindinalva Laurindo da Silva Doutora em Sociologia - Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris, França.  _____________________________________________________________________ Marco Luciano Messeder Doutor em Sociologia e Antropologia. Université Lumiere Lyon 2, França.  _____________________________________________________________________ Michel Perreault Doutor em Sociologia (Ph.D), Université de Montréal.  _____________________________________________________________________ Miriam Cristina Macilio Rabelo Doutora em Antropologia pela The University of Liverpool, LIVERPOOL, Inglaterra. Salvador, 25 de Maio de 2007   4 A Carla Ribeiro, Nivaldo Aguiar e Angelo Barroso,  in memorian . Dedico esse trabalho aos meus pais, Wilma Ribas e Osvaldo Lobos Fernandez, e a todos os professores, com quem aprendi muito nessa vida.   5 AGRADECIMENTOS Primeiramente, ao meu orientador, Dr Edward MacRae, por seus ensinamentos, generosidade e atenção ao longo de todos os anos de meus estudos na pós-graduação, incluindo o mestrado e o doutorado, pelo muito que me ensinou sobre os caminhos e descaminhos do trabalho de campo, sobre o papel do intelectual e por sua reflexão ética acerca do trabalho na universidade. Aos professores Doutores Miriam Rabelo e Jorge Iliardi, os quais realizaram uma série de críticas e sugestões valiosas em meu exame de qualificação, assim como a Dra Lidinalva Laurindo da Silva pelas sugestões e contribuições metodológicas para a seleção do universo pesquisado. Aos professores Ordep Serra, Cecília Sardenberg, Luiz Mott, Edson Farias, Maria do Rosário G.de Carvalho, Antonio Câmara e a todos os professores da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, que contribuíram direta e indiretamente, para o desenvolvimento de minhas pesquisas e a elaboração do texto desta tese. Aos professores do Programa de Pós-graduação em Sociologia e da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, por todo apoio e ensinamento recebidos, em particular a: Sérgio França Adorno, Rubens Adorno, Maria Arminda do Nascimento e Augusta Alvarenga. Aos entrevistados desta pesquisa, pois, sem eles, não seria possível sua realização, principalmente à assistente da pesquisa, socióloga Maria das Graças Cremont, que teve papel decisivo no localizar e no recontatar dos entrevistados. Também a Orlando R Lobos Fernandez e Adriana Oliveira Lobos, pela realização das transcrições das entrevistas, assim como aos meus estagiários Joíse Rego, Sueli Santana, Camila de Moraes e Evanildo Jr., pelo conserto e revisão deste material. Aos leitores dos srcinais, que me sugeriram inúmeras modificações e correções no corpo do trabalho: Pedro de Souza, Edvania Barros, Raimundo Pereira Bernardes e Solange Fonsêca. Ao professor Elizaldo Carlini (CEBRID), por me permitir analisar os dados do projeto da Organização Mundial da Saúde sobre os padrões de uso de produtos à base de coca em São Paulo. A Nivaldo Aguiar e aos moradores da casa de apoio LAR (Osasco), pelo carinho e apoio recebido para realizar meus trabalhos dentro da comunidade. Ao Colegiado de História e ao Departamento de Educação (DEDC-II) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), que me liberaram nesses últimos dois anos, de minhas obrigações de sala de aula para a redação desta tese; e também ao apoio recebido da UNEB, com a bolsa PAC, de aprimoramento e para a capacitação docente, particularmente ao Sr. Edgard Lira de Lima e equipe da Pró-Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa, que me acompanharam de forma gentil e cuidadosa nesta jornada de minha carreira.
Similar documents
View more...
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks